sábado, 15 de novembro de 2008

Lisboa Revisitada II: Sobre Telhados

A meio caminho das íngremes subidas das suas colinas, das suas calçadas incessante e impossivelmente mais inclinadas a cada passo, dos seus empedrados toscamente calcetados e, para o ponto de equilíbrio de qualquer corpo, desafiadoramente desnivelados pelo peso dos anos e dos carros. A um meio mal medido de tudo isto, sobre boa parte dos telhados de traça antiga, cuidada ou nem por isso, renovada ou não, com retoques de modernidade ou com a sua malha original realçada, a espaços, com manchas de verde meticulosamente plantadas e tratadas, à guarda de honra de um afável gigante de azul cintilante no final de tarde, sob um céu quase límpido, apenas salpicado por esparsas, pequenas nuvens, altas e claras.
Assim digo, Lisboa, mais uma vez!
Sophia

4 comentários:

Casimiro disse...

Lisboa vista por cima é extremamente linda. Mas segue um conselho meu: tenta ver Lisboa com os olhos no chão e não no céu. Vais perceber que a variedade é muito mais perfeita. Não te esqueças: eu tenho sempre razão :)

Sophia Pena disse...

Lisboa consegue ser bonita de quase todas as formas, assim nós tenhamos a paciente sensibilidade de a perceber.
Quanto a teres sempre razão, estou aberta a discussões, mas a minha posição é irredutível! ;)

Francisco M. disse...

Tive essa "oportunidade", de ver Liboa de cima e posso dizer que é muito bonita.
É um sítio daqueles que, não se querendo lá morar, não se consegue passar muito tempo sem lá ir, ou aquela "cidade à portuguesa" não nos diria nada...

Beijinhos Sophia =)**

Sophia Pena disse...

É verdade, Lisboa, apesar de toda a confusão, é uma cidade para ter saudades.
:)
Beijinhos